Pimentón de La Vera

Tradição e produto

O pimentón de La Vera começa a sua história na província de Cáceres graças ao imperador Carlos V. O afamado pimentão, que atualmente conta com a Denominação de Origem Protegida Pimentón de La Vera, foi introduzido em Espanha após a conquista da América, no Real Mosteiro de Guadalupe.

Os monges guadalupenses foram os pioneiros a usá-lo nestas terras e, pouco depois, foi introduzido no Mosteiro de Yuste, onde os religiosos o cultivaram e aplicaram inicialmente para conservar enchidos e posteriormente como condimento de guisados.

Cáceres tem as condições climatéricas ideais para o pimento, para o seu cultivo e cuidado em La Vera, território que desfruta de um microclima privilegiado. No distrito de La Vera são cultivados os pimentos da espécie Capsicum annum e a subespécies Cerasiforme e Longum, que dão lugar a estes três tipos de pimentão: doce, agridoce e picante.

Após a sua apanha, o pimento é submetido a um ancestral sistema de secagem e fumagem, totalmente artesanal. Um forno de lenha, de carvalho ou azinheira produz o calor necessário para a perfeita desidratação dos frutos. É um processo lento, que se prolonga durante dez a quinze dias, durante o qual mãos experientes vão virando os pimentos até conseguir o grau ideal de secagem.

Este processo único de elaboração faz com que o pimentão adquira as três características que o definem: o seu intenso aroma, o seu sabor característico e que a sua cor avermelhada brilhante.

O Pimentón de La Vera é condimento, corante, conservante e antioxidante, rico em vitaminas C, B2, B6 e E. O seu sabor e aroma inconfundíveis fazem dele um produto estrela da gastronomia, pois confere intensidade a guisados, molhos e marinadas. Desta forma, as migas e o «frite» (caldeirada de borrego) não são o mesmo sem a presença nos seus guisados de Pimentón de La Vera. Pode ser encontrado no mercado nas suas três variantes: pimentão-doce, pimentão-picante e pimentão-agridoce que se obtém de uma variedade específica de pimentos.

Tempo

Cuacos de Yuste

27Jan

Muy nuboso

8 ºC

18 ºC

28Jan

Nubes altas

10 ºC

18 ºC

29Jan

Intervalos nubosos con lluvia

10 ºC

17 ºC

30Jan

Muy nuboso con lluvia

8 ºC

13 ºC

31Jan

Intervalos nubosos

6 ºC

14 ºC

Em imagens

AltAlt

Se você gosta Pimentón de La Vera você também vai gostar...

Alt

Figos

Espanha é líder na produção de figos da Europa e, por regiões, a Extremadura está à cabeça em extensão e cultivo da figueira. Embora a sua produção esteja muito localizada, na geografia regional...

Alt

Vitela da Extremadura

Os bovinos da IGP Ternera de Extremadura são criados no montado estremenho e a indicação abrange todos os distritos da Comunidade Autómoma.

Alt

Doçaria

Perrunillas, maçapão, bollas de chicharrones, roscas fritas, floretas, pestiños, hornazos, perrillos, sapillos ou repápalos con leche, roscas de muégado… A tradição doceira em Cáceres vem de...

Alt

Cerejas do Jerte

As cerejas chegaram ao Vale del Jerte pela mão dos árabes, embora o seu cultivo já se fizesse em Espanha desde a época romana. Atualmente, a Cereja del Jerte, com DOP., transformou-se no motor...

Mais coisas que você pode encontrar em La Vera

Alt

Conjunto Histórico de Garganta la Olla

O município de Cáceres de Garganta de la Olla situa-se na distrito de la Vera.

Alt

Mosteiro de Yuste. Património Europeu

Numa ladeira da Serra de Tormantos, a dois quilómetros de Cuacos, ergue-se o Mosteiro de San Jerónimo de Yuste, um imponente cenóbio onde o imperador Carlos I de Espanha e V da Alemanha passou os...

Alt

Conjunto Histórico de Pasarón de La Vera

Pasarón de La Vera é um município de Cáceres no extremo ocidental do distrito de La Vera.

Alt

Conjunto Histórico de Cuacos de Yuste

Corria o ano de 1959 quando se declarou a vila de Cuacos de Yuste, pertencente ao distrito de La Vera, Paragem Paragem Pitoresca. Trata-se de uma qualificação equivalente à atual declaração de Bem...

Servicios turisticos

No Instagram... #instacaceres