Ponte romana de Alcántara

A ponte que permanecerá em pé nos séculos do mundo

A ponte de Alcántara, de origem romana, foi construída entre os anos 104 e 106 e declarada, em 1924, Bem de Interesse Cultural, com categoria de Monumento.

Destaca-se, acima de tudo, pela sua grandeza e solidez que ainda conserva, quase intacta, apesar de ter quase dois mil anos de antiguidade. Os seus 58,20 metros de altura e 194 metros de comprimento fazem dela uma belíssima obra, dividida entre a engenharia e a arte.

A localização estratégica do monumento transformou-o num enclave estratégico com a passagem dos séculos, protegendo o leito do rio Tejo e fazendo parte de uma das estradas que liga Espanha a Portugal.

Este descomunal monumento ocupa um lugar de relevo entre todas as obras de engenharia realizadas pelo Império Romano. Foi erguida com o objetivo de facilitar a comunicação entre Norba (a atual Cáceres) e Conímbriga (a localidade portuguesa de Condeixa-a-Velha) e é considerada uma obra maestra, onde foram aplicadas técnicas de engenharia avançada para erguer seis arcos de volta perfeita, sustentados por cinco grossos pilares. A ponte foi construída com silhares retangulares unidas entre si à meia vez e à vez.

Um arco honorífico de 14 metros de altura remata a ponte. Este arco, conhecido como Arco do Triunfo e situado justamente a meio da ponte, reúne a informação da história da obra: mostra como a ponte foi dedicada a Trajano, e o nome dos municípios que a financiaram. A inscrição dedicatória reza assim: «Ao imperador César, filho da divina Nerva, Trajano, Augusto, Germânico, Dácico, pontífice máximo, com a VIII potestade tribunícia, imperador pela V vez, pai da pátria.»

Na entrada da ponte há um pequeno pavilhão de planta retangular com uma inscrição que menciona o arquiteto: «A ponte, destinada a durar para sempre nos séculos do mundo, foi feita por Lácer, famoso pela sua arte divina.» E não mentia, pois segue em pé, elegante e forte, com expectativas de continuar a sua história eternamente jovem.

A vila de Alcántara nasceu anos depois. Como também posteriormente a ponte foi fulcral para a Ordem Militar de Alcántara na defesa da vila, fronteiriça com Portugal.

Tempo

Alcántara

22Aug

Despejado

22 ºC

37 ºC

23Aug

Poco nuboso

23 ºC

37 ºC

24Aug

Poco nuboso

21 ºC

38 ºC

25Aug

Poco nuboso

20 ºC

36 ºC

26Aug

Poco nuboso

20 ºC

34 ºC

27Aug

Intervalos nubosos

16 ºC

32 ºC

Em imagens

AltAlt

Se você gosta Ponte romana de Alcántara você também vai gostar...

Alt

Conjunto Histórico de Hervás

Hervás é um município de Cáceres localizado numa área privilegiada do Valle del Ambroz.
As origens de Hervás remontam ao séc. XII. Como ocorreu noutras localidades da província, o facto de a...

Alt

Ruínas romanas de Augustóbriga

Em Bohonal, a noroeste da província de Cáceres, encontram-se as ruínas da antiga cidade romana de Augustóbriga, no enclave abaixo da localidade de Talavera la Vieja. 

Alt

Conjunto Histórico de Valverde de La Vera

Valverde é um município de Cáceres localizado no distrito de La Vera.

Alt

Mosteiro de Yuste. Património Europeu

Numa ladeira da Serra de Tormantos, a dois quilómetros de Cuacos, ergue-se o Mosteiro de San Jerónimo de Yuste, um imponente cenóbio onde o imperador Carlos I de Espanha e V da Alemanha passou os...

Mais coisas que você pode encontrar em Tajo Salor Almonte

Alt

Conjunto Histórico de Brozas

A localidade de Brozas situa-se no distrito Tajo-Salor-Almonte, nas chamadas Tierras de Alcántara. 

Servicios turisticos

No Instagram...